“Os produtos mudam quase todo o dia, mas a marca não pode …

O Sindicato das Agências de Propaganda de Santa Catarina (Sinapro-SC) lançou ontem campanha pela valorização da propaganda criada por agências do Estado. Segundo a presidente da entidade, Rosa Estrella (foto), o valor do trabalho do setor está no conhecimento sobre como projetar marcas e fazer lançamentos.
O objetivo é mostrar para empresas que ainda não contratam serviços de agências profissionais que a propaganda feita com inteligência traz resultados melhores para os negócios.
A campanha foi criada pela agência Fórmula Comunicação, explora o humor e usa ovelhinhas como personagens. As peças começam a ser veiculadas pela mídia de SC nesta sexta-feira.
Qual é a linguagem e o tom da campanha?
Rosa Estrella –  A campanha não é soft no seu conteúdo, mas é muito consistente na forma. A gente escolheu trabalhar com humor, animação, com uma linguagem metafórica, usando animais para falar um pouco da relação entre agências e anunciantes. Com todo esse tom leve, a gente toca em temas muito importantes como confiança, estratégia e a importânica do trabalho profissional das agências.
Ainda existem empresas que optam por soluções caseiras para criar propagandas e decidir sobre investimentos publicitários?Rosa Estrella –  Tem muita gente que ainda opta por solução caseira, sim. O  objetivo é conscientizar o empresário, o anunciante, sobre a importância de um trabalho de comunicação bem feito, por quem entende de comunicação, quem é capaz de fazer a recomendação certa com o objetivo de cada empresa. Hoje, com a facilidade em tecnologias e ferramentas, prescindem de um parceiro estratégico de comunicação, acreditam que podem fazer em casa. Isso é um erro grave que pode representar o insucesso de uma estratégia, de um lançamento, de uma marca.
É muito perceptível a diferença de resultados quando há um trabalho profissional de propaganda ou nâo?
Rosa Estrella – Sim. Temos muitos exemplos não só em Santa Catarina, como também no Brasil e no mundo. Num Estado como o nosso que é tão rico industrialmente, a gente percebe claramente a diferença de visibilidade das marcas que investem numa propaganda bem feita, bem elaborada, das que não se preocupam com isso, que acham que comunicação não é um ativo importante. Por mais que uma indústria seja focada em produto, o valor de uma marca é o maior ativo que uma empresa pode ter. Os produtos mudam quase todo dia, mas a marca não pode envelhecer.
Como está sendo o impacto da mídia digital na propaganda?
Rosa Estrella – Mudou bastante. Hoje, as agências não têm mais a sua visão focada apenas nas mídias tradicionais. A totalidade das estratégias têm que levar em conta a mídia online.
Como está o mercado publicitário catarinense?
Rosa Estrella – O nosso mercado cresce todos os anos há 10 anos. Foi isso que mostrou pesquisa feita pelo trade de comunicação para medir o tamanho da receita real, excluindo o índice de inflação. É uma prova de que o nosso mercado tem muito potencial, que mesmo nos anos mais difíceis economicamente a gente teve crescimento. SC vive um momento importante e a comunicação é um espelho da sociedade.
Foto: Felipe Carneiro

Leia o original: “Os produtos mudam quase todo o dia, mas a marca não pode …

“Os produtos mudam quase todo o dia, mas a marca não pode …
Tagged on:                                 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + 18 =